21 de maio de 2018

Entenda a importância do certificado autorizado pelo MEC

Há uma sensação de segurança grande por parte dos alunos que se matriculam em universidades privadas, diante da ideia de que um serviço pago tem naturalmente qualidade na prestação. Entretanto, é sempre bom estar atento se essa instituição oferece um certificado reconhecido pelo MEC.

Naturalmente isso é o que deve acontecer de maneira obrigatória, mas não são escassos os casos de universidades que não possuem esse registro para exercer o ensino. O ato fraudulento pode causar grandes prejuízos financeiros e emocionais, atrasando muito a vida de quem não se atenta a esse fato.

O assunto é muito sério e vale a pena se aprofundar melhor nele, de modo que você consiga entender a importância dessa autorização. Confira mais informações a seguir!

Saiba porque essa preocupação é importante

O ensino superior é um importante passo na vida de todo estudante. Ele é o início do encaminhamento para a vida profissional, construindo uma carreira sólida e com base em conhecimentos avançados de um segmento específico.

Na faculdade, além de aprender muito, os estudantes ampliam sua rede de contatos, algo extremamente importante nessa fase da vida, já que isso pode proporcionar oportunidades únicas para as pessoas envolvidas.

Todas essas vantagens podem ser conseguidas em qualquer universidade privada, mas será que todas estão realmente autorizadas a atuar como uma instituição de ensino? O certificado reconhecido pelo MEC garante ao aluno a qualidade no aprendizado, além da certeza de estar sob a tutela de uma organização série e que atua dentro da lei.

Fator influencia na validade do diploma

Pense como pode ser frustrante passar anos se dedicando aos estudos e, ao final, saber que tudo aquilo não teve nenhuma validade! Por mais aterrorizante que essa possibilidade seja, ela pode ser real no caso de alunos que cursaram o ensino superior em instituições de ensino não autorizadas pelo MEC.

Os diplomas dessas faculdades não possuem valor diante do mercado de trabalho, justamente pelo fato de, em algum momento, elas não estarem dentro dos padrões aceitáveis para oferecer o ensino aos estudantes. Além da frustração do empenho em vão, há também o prejuízo financeiro, já que estamos falando de instituições privadas.

Verificando a autorização de funcionamento

Há uma maneira muito fácil de descobrir se uma instituição de ensino superior é autorizada a oferecer aqueles cursos. Basta verificar no site do MEC. Lá o estudante tem acesso a uma relação com todas as universidades privadas que estão regularizadas.

É um método muito fácil e que ajuda o aluno a saber se aquele prestador de serviço realmente pode trabalhar naquele segmento. O devido registro é a garantia de que o certificado emitido pela instituição tem validade no mercado, fazendo jus ao investimento e aos anos de dedicação na graduação.

Cursos a distância passam pela mesma regularização

É comum a preocupação quanto a essa modalidade, mas é importante saber que o aluno também pode consultar o MEC acerca das instituições que oferecem o ensino a distância.

Esse método é apenas um recurso oferecido pelas universidades, de modo que os estudantes que não possam estar presentes fisicamente tenham acesso ao ensino superior dentro de suas limitações. As certificações provenientes desse método têm validade normal, dependendo de sua regularização junto ao MEC somente.

Conheça os critérios utilizados pelo MEC

A certificação dessas universidades é feita por meio de um processo detalhado realizado pelo MEC, de modo que uma série de fatores passam por diferentes avaliações, gerando então um relatório geral de onde o aval para o funcionamento seja conseguido.

Cada uma dessas avaliações compõe o Sistema Nacional de Avaliação da Educação superior (Sinaes), que reúne todos esses índices resultantes de um estudo detalhado feito em cima dessas instituições, analisando tudo que é julgado como relevante na composição de uma universidade competente.

Vale também levar em consideração alguns fatores que nós mesmos podemos nos certificar por meio de pesquisas básicas. Vamos saber alguns pontos importantes para consultar acerca da certificação das universidades?

Enade

O Enade é uma prova nacional aplicada para os estudantes matriculados em cursos de universidades privadas. Geralmente os alunos escolhidos são aqueles que estão nos primeiros ou últimos períodos de estudos.

A função principal do Enade é medir o desempenho desses estudantes, podendo verificar como está o nível de ensino para cada um dos cursos das universidades. Para isso, o aluno é submetido a um exame que reúne questões abrangentes a tudo que ele viu ao longo da vida acadêmica.

Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC)

Esse índice é um indicador geral que mede o nível de ensino dos cursos de uma instituição de ensino, considerando graduação e pós-graduação. Ele é medido por meio de uma nota que vai de 1 a 5, sendo divulgado em um espaço de três anos.

Nível do corpo docente

Um dos fatores mais importantes de uma universidade é seu corpo docente. Afinal, quanto mais competente ele for, maiores são as chances de haver um ensino de qualidade para quem estiver matriculado na instituição.

O próprio aluno pode fazer uma pesquisa independente, já que ele consegue ter acesso aos nomes de cada um desses professores por meio do website da universidade. Após isso, uma pesquisa básica é suficiente para se certificar da experiência, das premiações e do nível de preparo desses profissionais, em relação a mestrado e outras formações.

Além disso, essas informações também são levantadas pelo CPC (Conceito Preliminar de Curso), que avalia os títulos do corpo docente e outras questões relacionadas às universidades, como infraestrutura e outros recursos ligados ao ensino físico.

Posicionamento da universidade no ranking do MEC

Também é fundamental consultar o ranqueamento produzido pelo MEC, de acordo com mas informações obtidas pelo Sinaes. Com base nesses dados, as universidades são listadas ocupando distintas posições, de acordo com suas qualidades.

Esse ranking pode ser de grande importância, tendo em vista que o estudante terá o fator comparativo à disposição, podendo checar de uma só vez quais universidades estão à frente de acordo com as avaliações feitas pelo MEC, que é o grande responsável por regular a educação no Brasil.

Faça valer essas avaliações e tenha elas como base na hora de decidir por onde estudar! Escolher a instituição correta garante um certificado reconhecido pelo MEC e com relevância no mercado de trabalho. Gostou deste post? Assinando nossa newsletter, você recebe muito mais diretamente no seu e-mail!